O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   26 de Setembro de 2017
Publicidade

Prefeitos aprovaram pontos estratégicos durante assembleia-geral na Assomasul

Entre as propostas aprovadas está a compra de medicamentos da Furp

31/08/2017 - 08h01

Assomasul

Prefeitos durante reunião na Assomasul (Foto: Edson Ribeiro )

Durante assembleia-geral ocorrida na Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) na tarde desta quarta-feira (30), os prefeitos aprovaram pontos estratégicos da pauta da reunião convocada pelo presidente da entidade, Pedro Caravina. 


Um dos importantes assuntos discutidos no encontro foi a proposta de parceria entre o governo de Mato Grosso do Sul e os municípios para a construção da base curricular única, que agradou a maioria dos prefeitos durante  a reunião.


A proposta foi apresentada pela secretária de Estado de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta, que destacou a importância do alinhamento de ideias entre a Rede Estadual de Ensino, a Rede Municipal e as escolas particulares na construção da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), documento que estabelece o que todo estudante deve saber e ser capaz de fazer na educação básica.


Caravina considerou a proposta de parceria importante, principalmente para baratear custos no momento em que os municípios enfrentam dificuldade em decorrência da crise financeira do país. 


Antes da eventual elaboração do documento, o tema ainda será discutido à exaustão entre a SED, as secretarias municipais de educação, conselhos municipais e a Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação), a qual já agendou encontro para os dias 14 e 15 de setembro em local a ser definido. 


Os prefeitos aprovaram ainda a aquisição, pela diretoria da Assomasul, de medicamentos direto da Furp (Fundação para o Remédio Popular) em São Paulo, como forma de bareatear custos aos cofres municipais.


Com a decisão, a entidade retoma um antigo benefício aos municípios associados que havia sido cancelado em gestões anteriores. "Essa foi uma das reuniões proveitosas", definiu o prefeito de Terenos, Donizete Barraco (PMN), em contato com a assessoria de imprensa da entidade, logo após a reunião.


Também foram discutidas questões como o recebimento da receita de multas do ITR (Imposto Territorial Rural) junto a Receita Federal e os mecanismos para a obtenção de valores como parte da lei que muda as regras de cobrança do ISS (Imposto Sobre Serviços) nas operações de cartões de créditos e débito, leasing e de planos de saúde.


Atualmente, a cobrança é feita no município onde a empresa prestadora do serviço está sediada.

Pelo texto aprovado pelo Congresso, a cobrança passa a ser feita no município onde o serviço é consumido, ou seja, no domicílio dos clientes de cartões de créditos e débito, leasing e de planos de saúde.


Ao final da assembleia-geral, Caravina agracedeu a presença de todos e enalteceu a importância de a Assomasul continuar lutando em favor das causas municipalistas.


"A diretoria da Assomasul está aqui para auxiliar os prefeitos, tanto na obtenção de recursos junto aos governos estadual e federal como em outros tipos de atendimentos", disse o dirigente, ao pedir a união de todos e se colocar a disposição visando novas conquistas para as prefeituras. 


O presidente também anunciou, entre outros avanços, a ideia de se construir na sede da entidade, em Campo Grande, salas com estrutura moderna para acomodar os consórcios públicos municipais, alguns dos quais que já atuam na associação. 

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Publicidade
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
Não
Não sei
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS