O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Novembro de 2017
Publicidade

Cúpula tucana defende reeleição, mas Reinaldo desconversa em convenção

Governador diz que só irá falar sobre política após o Carnaval 

11/11/2017 - 15h57

Campo Grande

Reinaldo durante entrevista à imprensa (Foto: Midiamax)

Aclamado presidente regional do PSDB, durante convenção ocorrida na manhã deste sábado no Clube Nipo (sede campo), em Campo Grande, o deputado estadual Beto Pereira defendeu a candidatura à reeleição do governador Reinaldo Azambuja que, no entanto, desconversou, alegando estar dedicado no momento com a governabilidade administrativa do Estado. 


O discurso de Beto Pereira foi compartilhado pela maioria das lideranças partidárias, inclusive da cúpula do diretório regional, parlamentares e pela vice-governadora Rose Modesto. Mas o governador sinalizou que só pretende falar de sucessão após o Carnaval. 


A Convenção Estadual do PSDB elegeu e empossou hoje (11) pela manhã o novo diretório do partido para o mandato do próximo biênio.


“Hoje foi uma grande festa. Um verdadeiro sucesso. Mais de 2 mil pessoas prestigiaram o evento com representatividade de todos os municípios do Estado. Outras agremiações partidárias participaram do evento conosco”, ressaltou o novo líder da legenda.


Estiveram presente no encontro políticos do PSB, PPS, Solidariedade, PT do B e DEM.

Segundo ele, o governador Reinaldo Azambuja afirmou que estará focado na administração no próximo ano. “Ele enfatizou que vai se dedicar nesse momento ao governo. O destino político vai ser tocado pelo partido”, revelou Beto. 


O que a executiva estadual do PSDB vai trabalhar intensamente agora é iniciar as tratativas com os demais partidos para as eleições do ano que vem.


“Agora nós temos que estabelecer uma sistemática dentro do partido de encontros, fóruns regionais e em Campo Grande. Com isso, fazer a oxigenação do partido para pavimentar o caminho para 2018”, explicou Beto Pereira.


ADVERSÁRIOS


Sem confirmar uma possível candidatura à reeleição de Azambuja, Beto foi bastante republicano em relação aos virtuais adversários dos tucanos na disputa para governo do Estado.


Os principais nomes nesse embate são de André Puccinelli (PMDB) e Odilon de Oliveira (PDT), que hoje pela manhã, em ato político na Capital, assumiu que vai entrar no páreo. “Primeiro nós vamos fazer o nosso dever de casa. E o nosso dever de casa é também conversar com os partidos aliados.” Com informações do Correio do Estado. 

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Publicidade
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
Não
Não sei
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS