O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   21 de Junho de 2024
Publicidade

Juiz diz que mandato pertence ao PSDB e derruba posse de Lívio na Câmara

Magistrado determinou que Gian Sandim ocupe o cargo deixado vago por Claudinho Serra (PSDB)

24/05/2024 - 07h55

Campo Grande

Lívio Leite tomou posse na terça-feira (21) em Campo Grande (Foto: Divulgação)

Liminar pleiteada pelo suplente de vereador Gian Sandim (PSDB) foi concedida pelo juiz Cláudio Müller Pareja, da 2ª Vara de Fazenda e de Registros Públicos de Campo Grande, suspendendo a posse de Lívio Leite (União Brasil), ocorrida na última terça-feira (21) na Câmara Municipal, na vaga de Claudinho Serra (PSDB), que está licenciado.


O magistrado ainda determinou que Gian Sandim ocupe o cargo deixado vago por Claudinho Serra no prazo de 48 horas. Cabe recurso da liminar concedida no mandado de segurança ao Tribunal de Justiça.


O presidente da Câmara de Campo Grande, Carlão (PSB), que deu posse a Lívio na terça-feira por interpretação própria e da Casa, ainda não se manifestou.


O entendimento do juiz, segundo o portal Correio do Estado, é de que o mandato pertence ao PSDB.


O magistrado lembra que os sucessores na ordem de suplência de Claudinho Serra, entre eles Gian Sandim, todos deixaram o partido dos tucanos: Lívio Leite, Elias Longo, Delegado Wellington, Antônio Cruz e Enfermeira Cida Amaral.


O titular da 2ª Vara de Fazenda e de Registros Públicos de Campo Grande, ao conceder a liminar, lembrou que da lista citada, apenas Delegado Wellington está no PSDB, mas ele se filiou ao PL em 2022 para candidatar-se a deputado federal e só retornou ao PSDB em 2024.


“Sendo assim, concluo que, pela ordem de convocação, o impetrante (Sandim) é o suplente mais bem colocado entre os que permaneceram filiados ao PSDB, titular da cadeira, desde a realização do pleito”, justificou o magistrado.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online