O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Fevereiro de 2024
Publicidade

No recesso os políticos descansam e articulam

28/07/2023 - 13h24

PERFIL: Os mineiros têm memória. Aferi isso em Itajubá onde Aureliano Chaves estudou, casou e foi sepultado. Responsável pela criação da Universidade Federal, Deputado estadual, federal, governador e vice-presidente da República. Em 1989 tentou a presidência da República ( 9º lugar). Morreu em 30/04/2003 aos 73 anos de idade.


MINEIROS: Outra figura nacional de Itajubá foi Wenceslau Braz, em cuja casa da família ainda residem a neta e bisnetos. Ele presidiu o país (1914-1918) ao vencer Ruy Barbosa - após ocupar vários cargos legislativos e ter sido presidente de Minas Gerais. Faleceu em 15/05/1966 e também sepultado naquela cidade.


PÃO DE QUEIJO’:O poder político dos mineiros é induvidoso. Afonso Penna, Wenceslau Braz, Delfim Moreira, Epitácio Pessoa, Artur Bernardes, Juscelino Kubitschek, Tancredo Neves, Itamar Franco e Dilma Rousseff. Portanto, Minas é o estado berço do maior número de presidentes da República eleitos nas urnas.


CONCLUINDO: Segundo maior colégio eleitoral, Minas é decisiva nas eleições presidenciais. Sua diversidade econômica e cultural é fruto de vários fatores, inclusive por estar cercada de povos diferentes: São Paulo, Goiás, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro. Pesa ainda a habilidade dos seus políticos ao longo de gerações.


AÇÕES & DEPUTADOS: Zé Teixeira: Concluídas as obras do Data Center na ALEMS iniciadas em sua gestão; Pede hospital da Cassems em Ivinhema e a reforma das pontes entre P. Murtinho e Bonito.


Roberto Hashioka: SeuPL cria ‘Programa de Resolução de Conflitos’ contra violência nas escolas; PL, facilita acesso aos processos de Inventário e Partilha; homenageou a Escola Delmiro S. Bonin pelo prêmio ‘Coopera Cerrado’. Lucas de Lima: PL pró consumidorem casos de duplicidade de produtos e serviços; por liberação de recursos esteve na Sudeco e na entrega de maquinários na Agraer. Gerson Claro: Fiel ao regimento, liberal sem perda de autoridade, elogiado pelos deputados, jornalistas e funcionários; defende o Estado enxuto com menos ideologia.


BOLA CHEIA. A ex-deputada Rose Modesto continua a sorrir: o TJMS validou o resultado da convenção do ‘União Brasil’ elegendo-a presidente estadual do partido. A sigla era presidida pela senadora Soraya Thronicke, que sem grupo vai perdendo força e brilho. Sem chances de sobrevivência.


PERSPECTIVAS: O jogo político não para em plena ‘entre safra’ O senador Nelsinho Trad (PDS) ingressará no PL ‘abençoado’ por Bolsonaro. Aqui na capital ele tem recebido lideranças e prefeitos na tratativa recursos e emendas parlamentares. O ex-vice governador Murilo Zauthi (União Brasil) passou por lá para um café amigo.


NELSINHO: Os números mostram que desde a sua posse é o senador do Mato Grosso do Sul que mais liberou verbas para os municípios de todas as regiões, sem discriminar tendência ideológica e partidária dos prefeitos e vereadores. . Além disso, tem jogo de cintura, sabe navegar com um bom discurso em todos os mares da política.


DEPUTADOS & AÇÕES: Mara Caseiro: Pede ampliação do trecho da MS 436 em Alcinópolis; mais segurança em Camapuã, quadra poliesportiva em Selvíria e atendida pela Agesul na construção de ponte no rio Salobra em Bodoquena. Professor Rinaldo: Autor de PL pela criação da Semana do Cooperativismo; presidiu evento comemorativo aos 10 anos da Criação do Dia do Químico; defensor da saúde, da mulher e ensino. Junior Mochi: Pede inspeção na ponte do rio Guaimbé na MS 379; inclusão da Cavalgada de Sonora no calendário de eventos do MS; asfalto em ruas do Jardim Parati em Dourados. Rafael Tavares: De posição clara em temas ligados à moral, costumes, consumidor e a influência da política LGBT nas escolas e crianças.Seu PL pede maior prazo para utilizar o laudo de vistoria do Detran.

NÓS E ELES’: O país esteve dividido na Independência, Abolição da Escravatura, Proclamação da República. Agora o fenômeno sócio e político volta a ocorrer com a oposição inflamada e Lula incentivando o confronto ao invés da reconciliação. A questão é se o debate em 2024 será nacionalizado nas capitais e grandes cidades.


1-POLÊMICA: O decreto presidencial sobre colégios cívicos militares e restrições ao uso de armas causam reações. O deputado federal Rodolfo Nogueira (PL) por exemplo, lembra: “todo desarmamento precede uma ditadura...(-)...as mortes violentas caíram 2,4% em 2022, o menor patamar da série histórica... (-)...todo cidadão tem o direito de se defender...”


2-POLÊMICA: “No meio das armas calam-se - a lei e a arrogância das autoridades deve ser controlada”. As pérolas de Marco Túlio Cícero caem como uma luva nos excessos do STF. No arremate recorro a Ruy Barbosa: “A pior ditadura é do Judiciário, contra ela não há a quem recorrer”. Enfim, não pode haver STF de uma só caneta.


DA ASSEMBLEIA: Antonio Vaz: PL institui o ‘Prêmio Estudante Nota Dez’; PL declarou de utilidade pública a Associação de Professoras de Educação Física de Corumbá; PL promove a inclusão e oportunidade aos estudantes deficientes no serviço público. Lia Nogueira: Pede pavimentação nas ruas dos distritos de Itahum, Macaúba e Vila Formosa; pediu ao DNIT o recapeamento da BR-376 entre Vicentina e Jateí; Pl prioriza a contratação de mulheres vulneráveis a violência doméstica. João Mattogrosso: PL pede criação de subsecretaria para promoção de ações da Primeira Infância; PL extingue o pagamento de taxa de inscrição aos deficientes físicos em competições; seu PL conscientiza sobre os males do uso de celulares/ tablets/ computadores por bebês e crianças.


MUTRETAS? Depende o olhar de análise. A onda de apostas nas partidas de futebol – com propagandas em horários nobres da TV. provocando interrogações. Qual a garantia de lisura de procedimento? Quem estaria por trás destas empresas? Será que estariam recolhendo os tributos? E até onde as manipulações descobertas serão divulgadas?


O CURIOSO : Leitor volta a questionar a ‘mágica’ de alguns políticos que conseguem ficar ricos mesmo ocupando cargos eletivos e sem tempo para atividades na iniciativa privada. Diz ele: “ (-)...uns usam terceiros comprando fazendas, outros preferem dólares e há até quem estaria no comércio de veículos através de ‘laranjas’...(-)”.


AÇÕES & DEPUTADOS: Neno Razuk: Pioneiro em defesa da política de inclusão e assistência aos autistas no MS; presidiu evento pelos 50 anos da ‘Embrapa Pantanal’ e a audiência de prestação de contas dos poderes públicos. Renato Câmara: Criador da Frente Parlamentar do Desenvolvimento da Suinocultura - atento aos reclamos da classe; elogiado seu PL criando o Mês (Março Azul) de Conscientização e Prevenção do Câncer Colorretal; defende mais ciclovias em Dourados. Marcio Fernandes: interlocutor de produtores junto ao Governo e entidades do empresariado; defensor da obra do minianel entre a BR-163 e BR-262, sonho antigo de Jaraguari.


MEMÓRIAS: Relato do ex-presidente J.K sobre as agruras para levar o gerador de energia de 70 ton. de São Paulo à Brasília. Na travessia do rio Paranaíba (MG-Goiás) a balsa não suportou e o gerador imergiu. Sem guindaste, só após 4 meses o gerador foi içado e levado à São Paulo. Neste período foi construída a ponte. Esse é o Brasil de 1960.


RECESSO: Os deputados aproveitam para sair da rotina e visitar as bases eleitorais no interior. Época do café amigo, abraços, convites e de aferir como vai o clima político de cada cidade. O ex-governador Reinaldo Azambuja ( PSDB) batendo asas - é o campeão nesta ‘modalidade’. Nem parece que ficou 8 anos no poder. Está rejuvenescido.


DA ASSEMBLEIA: Londres Machado: sua habilidade no diálogo parlamentar é essencial em questões onde o Executivo tem interesse. Vale o teor de seus argumentos. João Catan: Estudioso, seu PL insere no Fundersul o direito ao produtor em solicitar o ressarcimento por morte de bovino, bufalino, equino e asinino por ataques de onça ou outro felino silvestre. Pedrossian Neto: Alerta sobre os efeitos da Reforma Tributária ao MS; defensor do ramal ferroviário até Ponta Porã; à frente do Marco Regulatório na Saúde. Lídio Lopes: versátil nas tratativas e questões que afligem os municípios. Anfitrião de prefeitos no governo; contra o fim das escolas cívico-militares pelo Governo Federal.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Manoel Afonso
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS