O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Maio de 2024
Publicidade

Projeto propõe ação preventiva ao bullying contra alunos com autismo

Deputada Lia Nogueira reforça a importância de políticas efetivas que promovam a inserção de todos por igual

02/04/2024 - 16h01

Campo Grande

Deputada Lia Nogueira (PSDB) (Foto: Divulgação )

No Dia Mundial de Conscientização do Autismo, a deputada estadual Lia Nogueira (PSDB), apresentou nesta terça-feira (2), o Projeto de Lei que propõe que escolas em todo Mato Grosso do Sul, tanto da rede particular de ensino quanto da pública, disponibilizem materiais ilustrados, em arquivos digitais, abordando sobre medidas de proteção e prevenção ao bullying contra alunos com Transtornos do Espectro Autista (TEA).


A proposta prevê ainda que sejam desenvolvidas ações de conscientização dos estudantes sobre a importância de respeitar e incluir os alunos autistas na comunidade escolar. 


Conforme o PL, os materiais para a campanha devem ser desenvolvidos pela Secretaria Estadual de Educação (SEE) e disponibilizados, gratuitamente, em mídia digital, para que todas as escolas possam ter acesso e, quando possível, distribuídos em materiais impressos. Devem ser publicados ainda modelos de cartazes com QR CODE para fixação nas escolas, de forma que os alunos e interessados possam baixar os materiais e as cartilhas informativas. 


A parlamentar reforçou a importância de políticas efetivas que promovam a inserção de todos por igual e explicou que o projeto traduz uma bandeira que carrega há muito tempo, por estar inserida nessa temática desde pequena, uma vez que sua mãe, professora Elza Pedrozo, foi uma das pioneiras da educação inclusiva no Mato Grosso do Sul e representante do MEC (Ministério da Educação). 


“Além de todo trabalho em prol da inclusão, que acompanhei por meio da minha mãe, o bullying é uma realidade que tivemos que conviver por muito tempo. O meu filho mais velho teve um diagnóstico tardio e enfrentou várias situações de bullying na escola, pois os alunos faziam piadas e colavam frases na camiseta dele, mas só depois foi que descobrimos que ele é uma pessoa atípica e desde então a gente começou essa luta para que essas pessoas sejam incluídas de fato, principalmente nas escolas pois é onde começa o convívio social”, contou a deputada.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Política
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online