O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   24 de Fevereiro de 2024
Publicidade

Desenrola começa a renegociar dívidas de até R$ 20 mil nesta segunda-feira

Dívidas leiloadas dentro do Desenrola podem ser parceladas em até 60 vezes. 

20/11/2023 - 06h27

Campo Grande

Desenrola começa hoje (Foto: Divulgação )

O Programa Desenrola Brasil começa, nesta segunda-feira (20), a oferecer parcelamento para dívidas de até R$ 20 mil. Se enquadram dívidas negativadas entre 2019 e 31 de dezembro de 2022.


Poderão ser renegociadas dívidas bancárias e não bancárias — como contas de luz, água, cartão de crédito, varejo, educação, entre outros. Os descontos nas dívidas podem chegar até 99%.


Pelas regras do programa, o parcelamento pode ser feito em até 60 meses, com juros de até 1,99% ao mês.


De acordo com o Ministério da Fazenda, desde o começo do programa, já foram atendidos cerca de 2,7 milhões de brasileiros, gerando mais de R$ 20 bilhões em dívidas renegociadas.


Na quarta-feira (22), o Ministério da Fazenda vai promover o "Dia D - Mutirão Desenrola" onde as pessoas, seja da Faixa 1 ou 2, poderão renegociar suas dívidas.


Em um acordo feito com o Ministério, os bancos definiram que vão estender o horário de atendimento das agências para que mais pessoas possam aderir ao programa.


Como ter acesso à plataforma?


Para ter acesso à plataforma do Desenrola Brasil, o consumidor precisará ter um cadastro gov.br com níveis de certificação prata ou ouro, além de ter os dados cadastrais atualizados. O processo, segundo o Ministério da Fazenda, é uma medida de segurança.


A conta gov.br é uma identificação que comprova em meios digitais a identidade do cidadão. Com ela, é possível se identificar com segurança na hora de acessar serviços digitais oferecidos pelo governo, como a CNH Digital, a Declaração de Imposto de Renda e serviços do SUS, do Portal e-Social e Enem, por exemplo.


A conta é gratuita e está disponível para todos os brasileiros. O cadastro é feito diretamente no portal do governo federal.


Siga o passo a passo para fazer uma conta no gov.br:


Acesse o site do governo;


Selecione a opção "entrar com gov.br”


Digite seu CPF e clique em “continuar”;


Leia, aceite os termos e clique em "Continuar";


Aponte um dos bancos para criar a conta ou clique em "Tentar de outra forma", caso você não possua conta em banco ou não queira utilizá-la;


Preencha o formulário com seus dados, que podem ser validados na Receita Federal ou no INSS. O cadastro também pode ser realizado em uma Agência do INSS ou nos postos do Senatran. Esse formulário, no entanto, só permite o nível Bronze (veja abaixo como aumentar o nível da conta gov.br);


A plataforma vai enviar um código, que pode ser recebido via e-mail ou celular. Digite-o no local indicado;

Crie uma senha que atenda os critérios exigidos;


Com isso, já é possível fazer o login com a conta gov.br em outros serviços.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Mais em Geral
Colunistas
Ampla Visão
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS