O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   18 de Outubro de 2017
Publicidade

Conselho Político da CNM traça estratégia de atuação e discute pauta municipalista

Presidente da Assomasul, Pedro Caravina diz que encontro foi providencial para tratar de matéria em tramitação no Congresso Nacional.

04/10/2017 - 14h46

Assomasul

Caravina durante reunião do Conselho Político (Foto: Divulgação )

O presidente da Assomasul, Pedro Caravina, participou nesta quarta-feira (4) de reunião do Conselho Político da CNM (Confederação Nacional de Municípios), na qual foram discutidos a definição da próxima pauta municipalista e a estratégia de atuação visando novas conquistas no Congresso Nacional, onde tramitam várias matérias de interesse das prefeituras brasileiras. 


"Foi uma reunião providencial entre os dirigentes de entidades municipalistas de vários estados e dirigentes da CNM. É importante manter uma agenda permanente de discussão com nossos representantes em Brasília, até porque temos vários projetos a serem votados tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado", definiu Caravina, lembrando que o encontro do Conselho serviu também para esboçar alguns pontos a serem abordados durante a próxima Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em 2018. 


Durante a reunião, segundo o presidente da Assomasul, também foram expostos os problemas enfrentados pelos municípios nesse momento de crise do país. 


"A exemplo de Mato Grosso do Sul, a situação é a mesma nos demais estados, principalmente nos municípios de pequeno porte, onde não há estrutura e suporte de recursos financeiros suficientes para atender a demanda da população", pontuou Caravina, observando que a queda nos repasses constitucionais é a maior reclamação dos gestores públicos, aliada a falta de vontade política do governo federal para melhorar a administração pública.


ORGANIZAÇÃO 


De acordo com a CNM, o objetivo do encontro foi acertar detalhes da organização do movimento municipalista.


O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, coordenou o evento e esclareceu que a reunião do Conselho Político tem a intuição de alinhar os trabalhos e a atuação das entidades municipalistas. “Essa reunião procura esclarecer, não assustar. Meu papel como presidente é orientar os Municípios e as entidades”, destacou.


A reunião tratou de assuntos internos e questões jurídicas que dizem respeito às entidades. Alguns advogados consultores da CNM fizeram esclarecimentos aos gestores municipais presentes. Ziulkoski também alertou os líderes estaduais para a necessidade de as entidades municipalistas se engajarem em relação às pautas que impactam os Entes locais, especialmente as que estão em tramitação no Congresso Nacional.


Estiveram presentes representantes das entidades: Associação Rondoniense de Municípios (Arom); Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (Fames); Associação Mineira de Municípios (AMM); Associação Goiana de Municípios (AGM); Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs); Federação Catarinense de Municípios (Fecam); Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomassul); Associação de Municípios do Estado do Espírito Santo (Amunes); Associação Paulista de Municípios (APM); Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece); Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe); Associação dos Municípios Alagoanos (AMA); Associação Municípios Região de Laguna (Amurel); Associação dos Municípios do Estado do Amapá (Ameap); e Associação dos Municípios do Acre (Amac). Com informações da Agência CNM.

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Publicidade
Mais em Municípios
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
Não
Não sei
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS