O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   17 de Agosto de 2017
Publicidade

PT priorizou propinas e ignorou os índios

22/04/2017 - 10h36

Manoel Afonso

INCOERÊNCIA  A questão indígena foi abordada pelos deputados do PT na Assembleia Legislativa. Mas nos 3 mandatos petistas no Planalto nada foi feito para resolver o conflito local das terras com os brancos em nosso Estado. Priorizou-se a Copa do Mundo e Olimpíadas, onde o esquema das empreiteiras dava lucro ao PT e aos ‘nobres companheiros’.


AS VISITAS do Ministro da Justiça Eduardo Cardoso eram  encenação. Só com parte do dinheiro gasto na arena de futebol de Manaus, por exemplo,  compraria todas as terras reivindicadas pelos índios e estaria resolvida a questão. Mas  sabe como é: o jogo teria que ser limpo, sem propinas. Aí não deu mesmo.


ORA BOLAS Ao PT é mais rentável politicamente não resolver a demarcação dos territórios indígenas.  Se resolvida, a nação indígena conquistaria sua carta de alforria e teria vida própria. Como está, os índios ficam reféns e continuam  usados pelo PT  nas campanhas eleitorais. Os índios precisam acordar.


‘MUY AMIGA’ A pretensão da CCR em parar a duplicação da BR 163 e mantendo a cobrança de pedágio, recebida com indignação pela classe política. Na Assembleia  Legislativa o deputado Marcio Fernandes (PSDB) já se manifestou pedindo esclarecimentos. Já o senador Pedro Chaves (PSC) promete reunir a bancada federal para questionar o caso na presidência da Agência Nacional de Transportes Terrestres. É o caminho.  


SEM SURPRESA Em sintonia com o Planalto, a PEC que limita os gastos públicos do nosso Estado por 10 anos foi aprovada na Assembleia Legislativa. A oposição alegou ser  ‘camisa de força’, Mas é  a arma que o Governo dispõe neste quadro ruim e não há clima para delírios. Afinal, o PT quebrou o país.  


CONVENHAMOS! Pelas declarações do ministro Meirelles, da Fazenda, a economia irá melhorar lentamente – como mostram os indicativos econômicos. Não há espaço para demagogia, greves e atos por melhoria salarial. O governador Reinaldo  não tem a varinha mágica e lembra o ex-prefeito Lúdio Coelho: não se gasta além do ganho.   


‘RECUERDOS’ Faz falta ao país a grana que o BNDES emprestou a juros baixos  para os países amigos do Lula. Resolvemos o problema o Metrô de Caracas – por exemplo - e nossa BR 163 continua matando. Prevaleceu o esquema da propina onde os petistas levaram por fora.  


INDICATIVO Quando se especula o futuro quadro eleitoral, especialmente quanto a posição do PMDB em relação ao PSDB, fato recente chama a atenção. O advogado Youssif Domingos, ex-deputado do PMDB, foi reconduzido ao comando da Agepan sob as bênçãos do governador Reinaldo (PSDB). Entenda como quiser.  


LÍDIO LOPES  O deputado do PTN foi à tribuna para reclamar do Ministério Público Estadual que pediu a indisponibilidade de bens seus por conta de denúncia contra uma funcionária de seu gabinete. Explicou o caso e lembrou de seu zelo como funcionário do Tribunal de Contas do Estado. E arrematou: um abuso de autoridade buscando os holofotes.  


MUTRETA  Para Fausto Matto Grosso já vigora o sistema de votação pelas listas partidárias. É que o eleitor ao escolher os 2 dígitos iniciais do seu candidato a deputado automaticamente define o partido.  Apenas os números seguintes revelam a preferência individual. Daí que o mandato não é um direito pessoal, pois pertence ao partido.


FAUSTO  lembra; no pleito de 2014 só o deputado federal Zeca do PT elegeu-se com seus próprios votos. Os demais foram beneficiados com os votos obtidos pelos outros postulantes da lista do partido. Em resumo: foram puxados como ocorreu com  os companheiros de partido do candidato a deputado federal Tiririca. Lembrou?


PERFIL  Bacharel em Direito e policial federal, o vereador André Salineiro (PSDB)  chega a Câmara da capital com 8.776 votos. Consciente que  o fato de ser o mais votado aumenta sua responsabilidade, está se dedicando de corpo e alma  ao mandato. Tem boa inserção e credibilidade na sociedade. Vai indo bem. Tem projeto político.


A PROPÓSITO  Finalmente descobre-se a importância da zona rural de Campo Grande, que constitui mais de 95% da área de seu município. Executivo e Legislativo  unidos com o Sindicato Rural e a Acrissul para  implementar políticas de ações  voltadas ao campo. Essas parcerias devem funcionar bem.


ESSA É BOA!  A Previdência fica pegando no pé dos pequenos contribuintes, vítimas do sistema cruel, e ‘esquece’ os outros devedores gigantes como JBS, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Mendes Jr., Banco do Brasil e Lojas Americanas. O critério de cobrança passa pelo apadrinhamento político infelizmente. Esse é o nosso país!


O DEBOCHE  de Emílio Odebrecht causa indignação.  Mostrou como o Brasil vem sendo assaltado e fatiado pelas empreiteiras e políticos desde ao anos 70. Mas só o juiz Sergio Moro não dará conta de melhorar o país. É preciso que o eleitor não vote nos candidatos acusados que vão se esconder nas listas fechadas do partidos.


MEMÓRIA  Deputados Federais eleitos em 1962 no Mato Grosso: João Ponce de Arruda (PSD), Wilson Fadul (PTB), Wilson B.Martins (UDN), Rachid Saldanha Derzi (UDN), Itrio Correa da Costa (UDN), Filadelfo Garcia (PSD), Rachid Mamed (PSD) e Edson de Brito (UDN). Eleitos para o Senado  – Filinto Muller (PSD) 86.098 votos,  e Vicente Bezerra Neto (PTB) 69.396 votos. Derrotados:  João Villas Boas (UDN) 67.3123 votos e Júlio Castro Pinto (UDN) 63.998 votos.  


CALMA!  Devagar com o andor. As eleições de 2018 passam pela Lava Jato em todos os Estados.  Aqui já começamos a sentir os efeitos. Ainda não é possível avaliar  os estragos eleitorais. Novas investigações podem atingir muita gente por tabela. É igual aos estilhaços de copo quebrado.


LISTA  dos personagens locais citados nas delações da Odebrecht: ex-senador Delcídio do Amaral, ex-governador André Puccinelli, ex-deputado federal Edson Giroto, João Amorim (empresário), deputado federal Zeca do PT, deputado federal Vander Loubet (PT) fiscal tributário José Miguel Milet de Freitas, fiscal de rendas  Fadel Tajher Iunes Jr.  e Aurélio Cance Jr.


NO RETROVISOR  Acusado de falcatruas, preso inclusive, o deputado federal Paulo Maluf foi aprovado nas urnas. O eleitor  chancelou o estílo ‘rouba mas faz’. Em 2018, pela Justiça lenta na análise dos denunciados na Lava Jato e pelo sistema de listas partidárias que se pretende adotar, é possível que muitos deles sejam reeleitos.


DIFERENTE?  Pela cultura da acomodação, da conivência e devido a boa situação do país, o brasileiro agiu assim. Mas agora o quadro é outro; os roubos escancarados na mídia e o cidadão empobrecido sentindo na pele a desonestidade dos governantes.


MANOEL DE BARROS  Amei a sua escultura pelo nosso artista Ique. Mas temo que se repitam aqui as ações de vândalos como na estátua de Carlos Drummond de Andrade no Rio de Janeiro. O lugar mais seguro para ela seria na Praça Rui Barbosa, fechada no período noturno. Já na Avenida Afonso Pena seria presa fácil. É a sugestão.  


DO LEITOR  “Que se faça justiça. Acompanhamos o caso do policial rodoviário federal Ricardo Moon, assassino do jovem Adriano aqui na capital. A  sanha de matador é evidente, pelas circunstâncias, número de disparos e sua postura após a barbárie. O Juiz que preside o processo sabe: os olhos da população, amigos e pais da vítima o acompanham.”


SUBINDO...  Com 86.267 fãs,  o prefeito Marcos Trad (PSD) é o terceiro prefeito do país que mais conquistou simpatizantes no facebook em 100 dias de gestão. Segundo a amostra publicada na revista Exame, o campeão é João Dória (PSDB) de São Paulo, com 2 milhões de fãs.  O segundo colocado é dr. Hildo, prefeito de Porto Velho, pelo PSDB) com 156mil fãs.


“Nunca ganhei um centavo durante o governo dos militares”. (Emílio Odebrecht)

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Publicidade
Mais em Manoel Afonso
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
Não
Não sei
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS