O 1º site político de Mato Grosso do Sul   |   17 de Outubro de 2017
Publicidade

Feminice!

08/03/2017 - 08h33

Raquel Anderson 

É esquisito ter que fazer bonito
Para não levar mais um pito
Abafar o grito...
Conter o agito 
Adequar-se a modelos finitos
É libertário o escracho do cio da cadela
É uma quimera ingenuidade debruçada na janela
É empoderamento desfilar de Anabela
É legítmo sonhar nas currutelas
É entediante ter que ser bela
Na exigência perpétua da elegância francesa
Há uma verdade chinesa
Um padrão de beleza que exige leveza
Uma necessidade de delicadeza
Conflitos de fêmeas com incertezas
Rimas aleatórias que desconstroem padrões
Mulheres exploradas por machões
É proibido proferir palavrões
Há que se ter ponderações
Sonhos contidos das carícias dos negões
No dia a dia da mulher reside a essência
De bancar sua presença e ser o que se quer
Enfrentar a vida no que lhe aprouver
A gostosura de fazer o que quiser
Esfregar na cara do mundo a gosma vaginal que tiver

Leia Também
Comente esta notícia
0 comentários
Publicidade
Mais em Raquel Anderson
Colunistas
Ampla Visão
Coluna do Roberto
Raquel Anderson
Enquete
Você acha que a operação Lama Asfáltica vai acabar com algum político ou autoridade na cadeia?
Sim
Não
Não sei
Copyright © 2004 - 2015
Todos os direitos reservados
Conjuntura Online
Rua São Remo, 390
Jardim Vilas Boas, Campo Grande / MS